Administrador

Administrador

Quarta, 10 Fevereiro 2016 09:05

III WORKSHOP SOBRE DISTÚRBIOS METABÓLICOS

O ICB5 USP/MNEGRO PROMOVE DE 12 A 13/2 SEU III WORKSHOP SOBRE
DISTÚRBIOS METABÓLICOS. SERÃO 25 ALUNOS DE VÁRIAS IES DO ESTADO QUE
RECEBERÃO NOÇÕES SOBRE O MÉTODO EPIDEMIOLÓGICO, TABULAÇÃO DE DADOS E
BIOESTATÍSTICA. A MAIORIA DOS ALUNOS PLEITEIAM BOLSAS DE INICIAÇÃO
CIENTÍFICA DO CNPq. SERÁ UM MOMENTO INTENSO E CRIATIVO. BEM-VINDOS
TODOS!

DIA 12/2

8H- AULA EXPOSITIVA SOBRE INDICADORES DE SAÚDE
930H- BREAK
10H- EXERCÍCIO EM GRUPOS DE 3 PESSOAS: CÁLCULO, INTERPRETAÇÃO E
COMPARAÇÃO DE INDICADORES DE SAÚDE
12H- ALMOÇO- RESTAURANTE POR CONTA DA USP
14H- AULA EXPOSITIVA SOBRE MODELOS EPIDEMIOLÓGICOS (CASO CLÍNICO,
SÉRIE DA CASOS, ESTUDOS ANALÍTICOS, QUASE-EXPERIMENTAIS, EXPERIMENTAIS
E METANÁLISE), RISCOS (RAZÃO DE PREVALÊNCIA,ODDS RATIO E RISCO
RELATIVO), INTERVALO DE CONFIANÇA E VALOR DE "p" (ERRO ALFA).
1630H- BREAK
17H- CÁLCULO AMOSTRAL + EXERCÍCIOS
19H- ENCERRAMENTO 1 MÓDULO
2030H- JANTAR POR ADESÃO R$25,00

DIA 13/2

8H-DISTRIBUIÇÃO GAUSSIANA E NÃO-GAUSSIANA. MEDIDAS DE TENDÊNCIA CENTRAL
930H- BREAK
10H-TABULAMENTO DE DADOS E TABELAS DE CONTINGÊNCIA (DADOS DO PROJETO
DA MAYARA)+OPENEPI
12H-ALMOÇO- RESTAURANTE POR CONTA USP
14H- PESQUISA BIBLIOGRÁFICA NA INTERNET
1530H-BREAK
16H- SITUAÇÃO DOS PROJETOS JUNTO AO CONEP E ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE
RELATÓRIOS CIENTÍFICOS PIBIC
17H- REUNIÃO COM PROFESSOR LM PARA DISCUTIR ASSUNTOS RELATIVOS AO PROJETO
21H- PIZZA POR ADESÃO

 

O ICB5 USP RECEBE A PARTIR DE 1/2/2016 20 ACADÊMICOS DE MEDICINA DE RONDÔNIA EM SEU ÚLTIMO ANO DO CURSO, ALÉM DO MÉDICO RESIDENTE EM INFECTOLOGIA DO CEMETRON-SESAU, DR. BRENNES CABRAL. O ESTÁGIO ESTÁ VOLTADO PARA A CAPACITAÇÃO NA ÁREA DE ATENÇÃO BÁSICA À SAÚDE E REALIZAÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA NA ÁREA DE SAÚDE PÚBLICA. BEM-VINDOS TODOS!

 

LEMBRETE: DIAS 12 E 13/2 III WORKSHOP EM DOENÇAS METABÓLICAS!!!

Terça, 26 Janeiro 2016 03:45

Extensão Universitária-ICB5

Durante o período de 25 a 29/01/2016 o ICB5/USP recebeu as Ligas Acadêmicas de Saúde da Família e Comunidade e a de Oftalmologia em Atenção Básica. Os alunos da Liga de Oftalmologia (LOAB) receberam capacitação de 16 horas em fisiologia e anatomia dos olhos, semiologia e doenças oculares mais frequentes em 21 E 22/1. Foram realizados pela LOAB, em média, 25 consultas/ no total. A Liga de Oftalmologia dedicou-se a realizar exames para diagnóstico de vícios de refração, estrabismo, doenças oculares comuns (das pálpebras, cílios, esclera), glaucoma, catarata e retinopatias. Foram doados aos pacientes 50 lentes corretivas para presbiopia (doação do Instituto Visão, ligado à UNIFESP, por cortesia do Prof. Rubens Belfort). Os pacientes que necessitarem de avaliação com especialista, serão encaminhados para a Secretaria de Estado da Saúde.

A Liga de Saúde da Família, por sua vez, atendeu em média 30 pacientes/dia nas áreas de saúde da mulher, saúde da criança, saúde do adulto jovem, Hiperdia e Geriatria. Além dos preceptores Drs. João Rabelo e Luís Marcelo, a supervisão dos alunos contou a presença das residentes médicas Dras. Jully Anne e Sheila C. Teodoro.

A presidente da LOAB (Acadêmica Elis Santos, FSL, 4º Período) fez a seguinte declaração:

“ Acompanhamento que engradece, renova e alimenta o desejo e afins de uma saúde melhor. Ver a satisfação de onde existia apenas esperança, nos faz acreditar cada vez mais, que nossa missão é determinada e que juntos podemos fazer a diferença.”

O Presidente da Liga da Saúde da Família reforça a declaração da LOAB: É de suma importância esse contato do acadêmico de medicina com o sistema de saúde, pois com isso o discente aperfeiçoa o aprendido durante a graduação com uma visão mais humanizada e holística do paciente, sempre visando o melhor para o paciente.

“ Uma experiência única que me proporcionou novos conhecimentos oftalmológicos que agregaram ao meu conteúdo de Semiologia. É magnífico a alegria dos pacientes sendo bem atendidos com uma atenção especial, ver saírem com óculos tendo a oportunidade de uma visão melhor. ”(Acadêmica de Medicina, FSL, 5º Período) Tamila Souza

O Coordenador do ICB5/USP elogia a iniciativa dos alunos “ acho um grande acontecimento. Vejo estampado na face dos alunos um ar de satisfação, de grandiosidade. Na dos pacientes a gratidão e o carinho pelos alunos. É uma atividade ímpar... é a 5ª Extensão Universitária no ICB5/USP de dezembro/2015 a fins de janeiro/206. Para mim, em especial, é um momento mágico. Fico muito grato aos alunos, à USP, às Ligas e à Faculdade São Lucas pelo sempre presente apoio...”

 

 

EQUIPE LOAB- ICB5/USP

 

 

 

 

 

 

 

PACIENTE RECEBENDO DOAÇÃO DE LENTES CORRETIVAS PARA PRESBIOPIA

    Durante o período compreendido entre 14 e 25 de janeiro de 2016 está ocorrendo mais uma viagem de alunos de graduação e pós-graduação em Odontologia e de Fonoaudiologia, da FOB/USP, Bauru-SP, com apoio da FAB-Força Aérea Brasileira. Um total de 35 pessoas saiu de Bauru com destino à Base Aérea da FAB em Porto Velho, Estado de Rondônia. De Porto Velho, via terrestre, o grupo partiu com destino à cidade de Monte Negro, região central do Estado. Com suporte do ICB, coordenado pelo Prof. Dr. Luís Marcelo Aranha Camargo, os alunos estão em alojamento onde recebem o café da manhã, almoço e jantar. Na cidade o projeto é composto de 2 disciplinas, uma de graduação e outra de pós-graduação. Todos os alunos são preparados para a realidade locorregional, recebendo instruções específicas, tanto em uma primeira disciplina em Bauru, quanto nos trabalhos de campo no interior de Rondônia. Além do prof. Marcelo, médico e professor da USP, os alunos são diretamente supervisionados pela prof. dra. Magali de Lourdes Caldana, do Departamento de Fonoaudiologia e pelo prof. Dr. Jose Roberto de Magalhães Bastos, professor titular do Departamento de Odontopediatria, Ortodontia e Saúde Coletiva. O atendimento populacional conta também com a colaboração da Prefeitura Municipal de Monte Negro. As ações fazem parte de estratégia da FOB e ICB da USP, no sentido de apoiar e desenvolver as pesquisas de ponta realizadas na região amazônica, principalmente na área das doenças tropicais. O resultado das pesquisas têm sido apresentados em publicações específicas em periódicos adequados, procurando seguir recomendações emanadas da CAPES. Também têm sido apresentados em reuniões e congressos nacionais e no exterior, atraindo a atenção de docentes e pesquisadores interessados no projeto. A população beneficiada tem recebido ações médicas, sob orientação do prof. Marcelo e cuidados odontológicos e fonoaudiológicos, tanto preventivos como restauradores, podendo-se citar as extrações dentarias, de muita necessidade em uma região de precaríssimas condições de saúde, com um relato muito acentuado de dores de dente. Para repor os dentes perdidos a FOB estabeleceu uma politica de sua reposição, sendo já colocadas centenas de próteses dentárias, nos últimos anos. Há cuidados de higiene e fluorterapia com as crianças escolares, tratamentos endodônticos e periodontais e restaurações dentárias, dentre outros procedimentos. A Fonoaudiologia atua em varias áreas, na linguagem, na voz, e na saúde coletiva. O ponto alto tem sido a audiologia através da adaptação de aparelhos auditivos doados por grandes empresas para o Projeto, já tendo sido recebidos centenas de aparelhos auditivos, trazendo uma satisfação realmente visível para muitos cidadãos que não imaginavam mais poder simplesmente ouvir. Os relatos de pacientes são muitos e uma boa parte deles tem sido registrada. Há que se registrar a satisfação dos profissionais formados que tem passado pelo projeto e sua inserção no mercado de trabalho, onde muitos são clínicos de renome ou já são militares, de varias forças armadas e professores universitários, em universidades federais e estaduais de nome no pais, incluindo a própria USP

Quinta, 14 Janeiro 2016 06:11

About ICB and ICB‐5

Text escrito por:

Mrs. Elisa Duarte Teixeira, Ph.D.
Project Manager
Brazil Platform at Global REACH
http://globalreach.med.umich.edu/collaboration/brazil
University of Michigan Medical School

ICB stands for Instituto de Ciências Biomédicas (Biomedical Sciences Institute). The Institute is part of the University of Sao Paulo, and UMMS has an MOU signed with them. They currently have 4 units at the main Campus of the University, in the Western Region of São Paulo called Butantã, and 1 unit in Rondônia state, in the city of Monte Negro, in the heart of the Amazon Forest (see map below).

The ICB was created in 1969, during the dictatorship in Brazil. The idea was to isolate most of the health sciences students, faculty and staff in different buildings, and away from the Medical School (where they used to be locate up to then), to weaken the academic community and to avoid political organization and opposition.

Some facts about ICB:

  • 183 research labs
  • 165 faculty members
  • Two undergraduate programs: Fundamental Sciences for Health and Biomedical Sciences
  • Teaches Biomedical Sciences courses to approx. 10,000 students/year Approx. 800 fellows

ICB‐5 was created in the late 1990s, in partnership with IPEPA (Instituto de Pesquisa em Patologias Tropicais – Research Institute for Tropical Diseases) and FIOCRUZ (Fundação Oswaldo Cruz), as a response to the increasing cases of malaria in the Amazon region and to address other neglected tropical diseases, such as Chagas disease, filariasis, systemic mycosis and leishmaniasis. Since 2006, it is recognized as an ICB off‐site location.

 

Some facts about ICB‐5:

  • Located in Monte Negro, 250 km from the capital of Rondônia, Porto Velho
  • 500 square meters of constructed area and transportation means (see details below)
  • Care for the population of 15,000 inhabitants, plus people leaving at the margins of Jamary River and native Indians leaving nearby and in more remote areas of the Rondônia state.
  • In house faculty: Dr. Luís Marcelo Aranha Camargo, from ICB Parasitology Department. Website: http://www.icbusp.org/

 

Location of Monte Negro, in the state of Rondonia, Brazil

 

 

 

 

Trip from Porto Velho, Rondonia's capital, to Monte Negro

 

 

INFRASTRUCTURE

Research laboratory – wood construction with 240 sq. meters, acclimatized, with computer, piped water with a 10,000 liter reservoir, freezers ‐20oC e ‐70oC, liquid nitrogen drums, refrigerated centrifuge, 3 laminar fluxes, BOD, microscopes and entomologic magnifier, 4 kilns, 2 autoclaves. Electric power generator and transformer.

Clinical laboratory – with 40 sq. meters, acclimatized and automatized.

Insectary – with 60 sq. meters divided into analysis room, with microscopes and magnifiers, office with computer, arthropods room and deposit room.

 

Transport – 2 pickups Mitsubishi L2000, 1 pickup Ford Ranger, 2 motorboats.

 

Housing – 3 wooden houses, acclimatized, for up to 60 people.

 

Auditorium – 60 sq. meters, acclimatized, with multimedia equipment (data show), internet access for up to 50 people.

Office – 30 sq. meters, acclimatized, with wireless internet access, 20 computers, 3 printers and 2 laptops.

 

Library – Access to virtual library via “Portal CAPES” (http://www.periodicos.capes.gov.br/).

 

Oral Health Center – masonry structure with 80 sq. meters, acclimatized, with 7 dentistry and 2 phonoaudiology consultation rooms, and a semi‐artesian well.

 

Medical Ambulatory ‐ 10 consultation rooms, acclimatized, with computer, to conduct clinical consultations and small surgeries.

 

How to get there:

  • Fly to International Airport Governador Jorge Teixeira (best access cities in Brazil are Brasília and Rio de Janeiro). Operated by: GOL () TAM () TRIP / AZUL ()
  • Plus approx. 3.5‐hour drive, by paved single road.

 

Some facts about Monte Negro

  • Low level of violence: 0.5 occurrences/month(crimes)
  • Temperature (mean) day: 25 a 35oC night: 18 a 23oC
    • from May to October, there might be "friagem" episodes, i.e., 3‐4 days with temperatures as low as 11oC.
    • Raining period: October to March Dry period (occasional rain): April to October
  • Closest cities: Buritis (80km), Campo Novo (50 km) e Ariquemes (50 km) – access by paved single roads.

Research and training opportunities at ICB‐5:

  • room and board provided
    • main areas: infectious & parasitic disease and chronic disease in the Amazonian context

(hypertension, skin cancer, diabetes 2, dyslipidemia and ophthalmologic disorders)

  • 3‐6 weeks programs for med students at ICB‐5 including a boat trip expedition to provide health care to riverine population July (2 weeks working at ICB‐5, 2 weeks traveling on a boat clinic) – up to 2 students/staff.
    • September (3 weeks working at ICB‐5, 1 week traveling on a boat clinic) – up to 4 students/staff.
  • any‐length faculty visits to do joint research or participate in events and teaching and training opportunities.

Porto Velho airport

 

 

 

Madeira River, in Porto Velho

 

 

 

Road from Porto Velho to Monte Negro

 

 

Monte Negro’s Municipal Hospital

 

 

 

Dr. Heisler, Dr. Aranha and ICB‐5 lab manager, Juliana Camargo

 

 

 

Dr. Luís Marcelo Aranha Camargo in a consultation room at ICB‐5

 

 

 

ICB‐5 Health Care Center

 

 

 

ICB‐5 Health Care Center

 

 

 

Clinical Analysis Lab at ICB‐5 Health Care Center

 

 

 

Auditorium at ICB‐5 Health Care Center

 

 

 

Dr. Heisler and ICB‐5 hosts

 

 

 

 

 

Med students housing

 

 

 

Med students housing

 

 

 

Med students open kitchen

 

 

 

Med students open kitchen

 

 

 

Jamary River

 

 

 

Jamary River

 

 

 

Lunch and some rest by the Jamary River

 

Boat trip up the Jamary River

 

 

Dried fish stalls on the road to Monte Negro

 

 

Local fish stewed in tucupi (fermented manioc broth)

 

 

Wild mutum bird

 

 

Brazil nut served fresh from the tree

 

 

 

 

 

Terça, 12 Janeiro 2016 08:17

Extensão universitária no ICB5-USP

Texto escrito por: Arlindo G. Branco Junior

Estudantes da Faculdade São Lucas e da Universidade Estadual do
Amazonas realizaram entre os dias dias 4 de Janeiro a dia 10 de
Janeiro uma nova Extensão universitária no ICB5-USP na cidade de Monte
Negro – RO, onde ocorreu uma semana de intensas atividades no
Ambulatório de Atenção Básica da USP (AMBUSP) com carga horária final
de 50 horas. Estavam presentes 11 alunos de medicina e a Dra Julli
Cardoso (R1 em Infectologia do CEMETRON/SESAU). Aatividade beneficiou
cerca de 100 pacientes acometidos de doenças crônicas
não-transmissíveis, doenças infecto-parasitárias e a realização de
pequenas cirurgias. O Dr. João Rabelo preceptor, do ICB5USP ,discutia
os casos clínicos com os alunos e orientavam condutas,medicamentos e
procedimentos a serem adotados ao atenderem os esses pacientes.
Ocorreram troca de experiências (pessoais e acadêmicas) entre os
colegas que estavam na extensão, uma vez que o grupo era formado de
acadêmicos do 6º e do 9º período da graduação. Ao fim da extensão
pode-se evidenciar que a mesma contribuiu de forma positiva na
formação dos discentes participantes, pois os atendimentos prestados
através do ICB5-USP inseriram o estudante de medicina em um ambiente
enriquecedor o que possibilita o acadêmico a aprofundar seus
conhecimentos na área de atenção básica a saúde,clínica médica e
aperfeiçoamento da relação acadêmico-paciente.



Terça, 22 Dezembro 2015 07:37

ICB5/USP MENSAGEM NATALINA

Papai Noel às Avessas

 

Carlos Drummond de Andrade

 

Papai Noel entrou pela porta dos fundos (no Brasil as chaminés não são praticáveis), entrou cauteloso que nem marido depois da farra. Tateando na escuridão torceu o comutador e a eletricidade bateu nas coisas resignadas, coisas que continuavam coisas no mistério do Natal. Papai Noel explorou a cozinha com olhos espertos, achou um queijo e comeu.

Depois tirou do bolso um cigarro que não quis acender. Teve medo talvez de pegar fogo nas barbas postiças (no Brasil os Papai-Noéis são todos de cara raspada) e avançou pelo corredor branco de luar. Aquele quarto é o das crianças Papai entrou compenetrado.

Os meninos dormiam sonhando outros natais muito mais lindos mas os sapatos deles estavam cheinhos de brinquedos soldados mulheres elefantes navios e um presidente de república de celulóide.

Papai Noel agachou-se e recolheu aquilo tudo no interminável lenço vermelho de alcobaça. Fez a trouxa e deu o nó, mas apertou tanto que lá dentro mulheres elefantes soldados presidente brigavam por causa do aperto.

Os pequenos continuavam dormindo. Longe um galo comunicou o nascimento de Cristo. Papai Noel voltou de manso para a cozinha, apagou a luz, saiu pela porta dos fundos.

Na horta, o luar de Natal abençoava os legumes.

 

Este poema foi publicado no livro "Alguma Poesia", Editora Pindorama, em1930, primeiro livro do autor. Texto extraído de "Nova Reunião", Livraria José Olympio Editora - Rio de Janeiro, 1983, pág. 24.

Entre 7 e 18/12/2015, com apoio da Faculdade São Lucas, do Grupo de Estudos de Fisiologia e Anatomia (GEFAD) e da Liga Acadêmica da Medicina de Família e Comunidade (LAMFAC) o ICB5/USP recebeu 75 alunos de várias IES de Rondônia e outros estados. Foram realizados mais de 150 atendimentos clínicos e pequenos procedimentos cirúrgicos com a população de Monte Negro e entorno. Além da atividade assistencial, houve atividades teóricas abordando: “O processo de Envelhecimento na Amazônia”, “O laboratório Clínico da Rotina Ambulatorial”, “A Fisiopatogenia do Processo Aterosclerótico”, “Estado da Arte na Abordagem de Pacientes com Hipertensão Arterial, Diabetes 2 e Dislipidemia” e ‘Síndrome do Olho Vermelho”. Ao afinal uma avaliação interativa com a discussão de 3 casos clínicos.

                A primeira etapa da Extensão foi coordenada pela acadêmica do 7º período de medicina da Faculdade São Lucas Adriany Duarte e a segunda etapa pelo Ac. Billy Paul, do 4º período de medicina da mesma instituição.

                Chama a atenção a interação entre os alunos das diferentes IES e dos diferentes períodos. Há alunos desde o segundo período de medicina.

                O coordenador do ICB5 afirma “ O contato precoce do aluno com o paciente prepara melhor o aluno para os períodos futuros do curso de medicina. Aprimora-se a relação acadêmico-paciente e o raciocínio clínico. Amplia-se o vocabulário médico. Aprimoram-se as habilidades nas 5 grandes áreas: Atenção Básica, GO, Clínica Médica, Clínica Cirúrgica e Pediatria. Além de todos estes aspectos, há que se citar a qualidade humana e técnica do atendimento apresentado”.

                Para a segunda e terceira semanas de janeiro/2016 estão programadas atividades de assistência odontológica e fonoaudiológica em parceria com a FOB/USP e na última semana de janeiro/2016 nova Extensão com apoio e participação da Liga de Atenção Básica em Oftalmologia e a LAMFAC.

                Que 2016 seja tão ou mais intenso que 2015!!!! Agradecemos aos acadêmicos, em especial às LIGAS, Faculdade São Lucas e à FOB/USP pela parceria e apoio. Bom 2016 a todos!!!

Sexta, 04 Dezembro 2015 08:00

ICB5/USP, LOAB E MSU ESTREITAM LAÇOS

ENTRE 6 E 9 DE DEZEMBRO O ICB5/USP DE MONTE NEGRO, COM APOIO DA LIGA DE ATENÇÃO BÁSICA EM OFTALMOLOGIA (LOAB), RECEBERÁ 2 PESQUISADORAS DA MICHIGAN STATE UNIVERSITY. TRATA-SE DE UMA VISITA TÉCNICA PARA ESTUDAR EVENTUAIS COLABORAÇÕES ACADÊMICAS.

AS PESQUISADORAS CHEGAM EM PORTO VELHO EM 6/12 ONDE SERÃO RECEBIDAS PELAS ACADÊMICAS DE MEDICINA, MEMBROS DA LOAB. FARÃO UMA BREVE VISITA A PORTO VELHO E EM 7/12 PELA MANHÃ SEGUEM RUMO A MONTE NEGRO, ONDE SERÃO RECEBIDAS PARA ALMOÇO. À TARDE VISITA ÀS INSTALAÇÕES DO ICB5/USP, PARTICIPAM DE UMA REUNIÃO TÉCNICA PARA DISCUTIR EVENTUAIS COLABORAÇÕES E UMA PALESTRA PARA ALUNOS DE MEDICINA DE VÁRIAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO MÉDICO DE RONDÔNIA QUE PARTICIPAM DE ATIVIDADE DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA NO ICB5/USP.

EM 8/12 VISITA AO BIOMA AMAZÔNICO, ONDE PASSARÃO O DIA EM UM ANTIGO SERINGAL (“CABEÇA DO JAMARY”), DESFRUTANDO DA BELEZA NATURAL DA REGIÃO E DA HOSPITALIDADE DO SR. JOSÉ PEREIRA, PROPRIETÁRIO DO ANTIGO SERINGAL.

DIA 9/12 É DIA DE RETIRADA. A EQUIPE DE PESQUISADORES E ACADÊMICOS PARTEM ÀS 8H PARA PORTO VELHO PARA EMBARCAREM DE VOLTA AOS EUA ÀS 14H.

Quarta, 25 Novembro 2015 10:38

XI EXPEDIÇÃO LÁBREA-PURUS

Com o apoio da Fiocruz/Noroeste (Dr. Ricardo Ferreira), da Faculdade São Lucas (Dra. Maria Eliza) e do ICB/USP (Dr. Jackson Bittencourt), realizou-se entre 20 e 23/11/2015 a XI Expedição Lábrea-Purus. A expedição teve a participação do coordenador do ICB5/USP, do Diretor Adjunto do Centro de Medicina Tropical de Rondônia (Cemetron), Dr. Sergio de Almeida Basano, e do indispensável gerente Sr. Oscar de Brito (de Lábrea), além do pessoal de apoio.

Os propósitos da expedição foram: a-) organizar o Ensaio Clínico Fase III para tratamento de Mansonella ozzardi com ivermectina em 07/2016, b-) entregar os exames sorológicos (hepatites, HIV, sífilis, doença de Chagas e leishmaniose visceral) com resultados negativos realizados em 07/2015, c-) orientar a população, d-) além de notificar os casos diagnosticados ao serviço de vigilância epidemiológica do município de Lábrea.

A labuta iniciou-se cedo. Às 5h de sábado a equipe deslocou-se por 2h 45min de Lábrea até a localidade de Nova Visão a 160 km em um barco com motor de popa de 40 HP (“voadeira”). Visitou 20 localidades para o cumprimento das tarefas. Nem o calor (38oC), nem os meruins (ceratogonídeos) e borrachudos (simulídeos) desanimaram a equipe. O retorno ocorreu às 20h do mesmo dia. No domingo, às 6h, a equipe estava se deslocando para a última localidade que não pôde ser visitada no dia anterior. Às 13h uma breve reunião técnica no aconchegante hotel do Danny e a comemoração do aniversário de 44 anos do Dr. Sergio: muita alegria, frango assado (as 2 últimas unidades a serem vendidas no restaurante do Sr. Miguel) e um vinho branco trazido pela equipe. Frugal, mas bom e intenso. Comemoramos também uma amizade de 20 anos.

Na segunda feira (23/11) às 7h reunião com a ACS Raimunda da Secretaria de Saúde de Lábrea para repassar orientações e as notificações dos casos diagnosticados. Às 11h voo até Porto Velho. Às 13h almoçando em Porto Velho, onde reside o Dr. Sergio. Às 1730h em Monte Negro, no ICB5/USP.

O coordenador do ICB5/USP relata: “Quando se é bem recebido por estas pessoas simples e desassistidas, com um sorriso no rosto, com presentes (frutas locais), tudo vale a pena. Calor e artrópodes são insignificantes. A distância ínfima. Valeu! Parabéns ao Dr. Sergio Basano”.

XII Expedição Lábrea-Purus: 16 a 28/7/2016!!!!

 

 

 

© 2003 ~ 2015 - Instituto de Ciências Biomédicas 5 / USP (Universidade de São Paulo)

Todos os Direitos Reservados